Como se livrar do mau hálito

Embora a halitose, ou mau hálito, esteja longe de ser o ideal, todos nós já passamos por isso. Não é motivo de constrangimento, mas sim um sinal de que você precisa fazer alguns ajustes em sua rotina de bem-estar. As balas de menta nem sempre são uma solução viável. Nossos especialistas sugerem que o mau hálito pode resultar de comer os tipos errados de alimentos para a química do seu corpo ou deixar de alcançar todos os pontos da boca onde as bactérias podem apodrecer.

1 – Pratique uma boa higiene bucal

Não é surpresa que a má higiene bucal seja um precursor do mau hálito. No entanto, Fung explica a ciência: “Quando você não escova, enxagua e usa fio dental de forma consistente e correta, acaba com um acúmulo de bactérias e acúmulo de placa. A camada de placa que se acumula em nossos dentes causará mau hálito, pois é feito de bactérias odoríferas.” Que tal ter motivação para escovar, passar fio dental e enxaguar?

Um novo produto badalado no mercado é o comprimido de pasta de dente formulado com nano-hidroxiapatita, que se destina a ajudar a quebrar as bactérias, impedindo-as de aderir à superfície do dente.

Independentemente do tipo de pasta de dente que você usa, a chave para um hálito fresco é manter sua rotina de higiene bucal. “A melhor prática de higiene bucal é aquela que é consistente”, explica Fung. “Escove duas vezes ao dia por dois minutos (a maioria das pessoas só escova por 30 a 40 segundos).” Saleh acrescenta que você deve “idealmente gastar 30 segundos por quarto de sua boca, portanto, dois minutos no total, duas vezes por dia”. Ao escovar, Saleh recomenda “escovar com uma escova de dentes eletrônica e garantir que a cabeça da escova entre em contato com todas as três superfícies de cada dente”.

2 – Escove, passe fio dental, enxágue (nessa ordem) para remover a placa

A ordem em que você realiza sua rotina de higiene bucal também pode desempenhar um papel no fator de frescor quando se trata de seu hálito. “Geralmente, recomendo escovar primeiro para soltar e remover partículas de alimentos e placa da superfície dos dentes e gengivas”, explica Fung. “Então eu sigo com fio dental para remover a placa interdental e quaisquer outras partículas de comida e detritos presos entre os dentes. Por último, lavo para remover todos os germes e qualquer outra coisa que a escovação e o fio dental possam ter perdido.” Ele observa que algumas pessoas gostam de usar fio dental antes e depois da escovação para uma medida extra.

Seguir esses passos ajuda a erradicar a placa, que é a chave para uma boca saudável. “A placa leva ao mau hálito de algumas maneiras diferentes”, explica Fung. “Primeiro, a placa é composta de bactérias, que cheiram mal.” Além disso, se você não tratar a placa, pode levar à gengivite. “A gengivite”, diz Fung, “é onde as gengivas estão inflamadas e inchadas. Pode causar periodontite, que é quando a inflamação atinge o osso dos dentes, levando a um mau cheiro”. Para remover a placa, você não precisa de nenhum kit de bricolage extravagante; na verdade, Fung desaconselha eles. “Há cada vez mais kits de bricolage chegando ao mercado para remover o tártaro [placa endurecida]. Embora pareça bom em teoria, na verdade é uma péssima ideia. Se for usada força excessiva durante a autolimpeza,

De acordo com Fung, uma boa escova de dentes e creme dental eficaz (experimente uma variedade antiplaca, como Antiplaque + Whitening Fluoride Free da Hello ) serão suficientes. Para usar o fio dental, tente usar fio dental de cor preta, como o Fio de Expansão de Carvão da Burst , para que você possa ver os detritos que está removendo da boca. Nossos dentistas especialistas aconselham o uso do fio dental após cada refeição. Finalmente, considere usar um enxágue com óleo para concluir sua rotina de higiene bucal. O óleo de coco continua sendo um remédio eficaz que ajuda a remover a placa bacteriana e as bactérias formadoras de odor que podem ter sido deixadas para trás.

3 – Use um raspador de língua

Para manter a boca ainda mais fresca, considere limpar a língua. “Raspe a língua com um raspador diariamente para remover as bactérias que vivem na superfície da língua”, aconselha Saleh. Um modelo de cobre é uma boa escolha, pois o cobre tem propriedades antibacterianas naturais. 

4 – Evite alimentos com enxofre

Além da higiene oral pobre ou inconsistente, a dieta pode ser um dos principais culpados da halitose. Fung observa que comer alimentos com altos “compostos de enxofre voláteis” pode levar ao mau hálito. Esses alimentos incluem alho e cebola. “A placa também pode prender esses compostos voláteis de enxofre, tornando mais difícil para a boca removê-los”.

5 – Nix alimentos gordurosos, fritos e açucarados

De acordo com a medicina tradicional chinesa (MTC), a halitose é “causada pela digestão inadequada no estômago”, explica Dan. Ela explica isso como “calor ou frio preso no trato digestivo, o que pode estar fazendo com que os alimentos quase apodreçam ou estraguem, levando à má absorção”. Para este fim, é melhor evitar alimentos gordurosos ou fritos que seu corpo está tendo dificuldade em quebrar.

Além disso, Saleh pede que as pessoas evitem alimentos ricos em açúcar, pois isso pode “promover o crescimento bacteriano na boca”.

6 – Coma de acordo com a temperatura do seu corpo

Ter uma boa ideia de qual é a sua temperatura corporal basal pode ajudá-lo a determinar sua dieta ideal e manter seu trato digestivo funcionando sem problemas. O resultado não é apenas um hálito mais fresco, mas uma melhoria geral da saúde e do bem-estar , de acordo com Dan. Dan observa que “se seu corpo está quente, o abdômen está quente ao toque e você tem uma língua avermelhada, é melhor evitar alimentos fritos, gordurosos e picantes”.

Respectivamente, Dan diz: “se você ficar com frio, tiver um abdômen frio ao toque e uma língua inchada e pálida, evite frutas e vegetais crus. Evite smoothies e shakes frios”. Em vez disso, ela recomenda cozinhar seus vegetais e “incorporar alimentos quentes em sua dieta diária”. 

7 – Experimente uma tintura de ervas

Dan acrescenta que uma tintura de ervas pode ajudar a promover a saúde intestinal, o que, por sua vez, esclarecerá qualquer preocupação com a respiração. Fung acrescenta: “Às vezes, a halitose é devido a problemas de saúde mais internos, ou seja, problemas com o trato gastrointestinal. Quando nossa saúde intestinal está desequilibrada , pode levar a gases fétidos subindo, levando ao mau hálito”.

Em particular, procure uma tintura que contenha uma variação da fórmula Jia Wei Xiao Yao San, que não serve apenas para limpar a estagnação do fígado para melhorar o fluxo de qi, mas também para lidar com o calor que pode se acumular ao ficar preso no trato GI. Nos últimos anos, a ciência médica passou a reconhecer a conexão entre o intestino e o cérebro e o intestino e o humor, 3 de modo que lidar com a barriga de estresse ou a desolação do humor pode ter um grande efeito sobre a respiração. “Uma formulação à base de plantas também é benéfica para resolver a raiz do problema”, observa Dan.

8 – Limpe seus seios nasais

Manter os seios nasais limpos é outra maneira de lidar com qualquer hálito odorífero. “Há evidências que sugerem que um gotejamento pós-nasal pode interagir com bactérias na boca que podem levar a um mau cheiro”, explica Saleh.

9 – Hidrate-se

Você também vai querer ficar bem hidratado por alguns motivos. A boca seca pode levar ao mau hálito, explicam nossos especialistas. “Certifique-se de beber bastante água ao longo do dia”, observa Saleh. “Para aqueles que sofrem de boca seca crônica, a saliva artificial pode precisar ser prescrita.”

Se você usar enxaguante bucal, certifique-se de usar uma variedade que não contenha álcool, pois o álcool pode levar à boca seca, exacerbando a halitose. 

A hidratação adequada também mantém a saliva fluindo, o que é importante para a higiene bucal geral. “O fluxo de saliva também é muito importante na prevenção de doenças gengivais, cáries e mau hálito”, diz Fung. “A saliva contém minerais que não apenas mantêm as gengivas hidratadas, mas proporcionam um efeito tampão dos ácidos produzidos por bactérias e alimentos. A saliva também contém minerais que podem reparar nossos dentes durante a noite.”

10 – Consulte seu dentista

Se você não conseguir eliminar a halitose com uma higiene bucal consistente e adequada e com ajustes na sua dieta, isso pode significar que algo está acontecendo, justificando uma visita ao dentista. Fung diz que a halitose que não se resolve sozinha pode sinalizar “problemas dentários subjacentes, como doença periodontal ou cárie dentária”.

Saleh diz que gengivite, amigdalite, pedras da amígdala ou abscessos dentários também podem ser a causa. Não há necessidade de surtar – basta marcar uma consulta com seu dentista. De acordo com Saleh, você também deve consultar seu higienista quatro vezes por ano, “para reduzir os níveis de bactérias na boca”.

Leave a Reply